Foto de Neusa Santana, do Siteps, em close

A vice-presidenta da FETE-SP, Neusa Santana (Sinteps), representou a Federação no Ato em Desagravo à Deputada Estadual Professora Bebel. “A FETE-SP está presente nesse ato de solidariedade, não só por sermos mulheres, mas também por sermos contra o que vem acontecendo em nosso País”.

Neusa referiu-se às denúncias quase diárias de demonstração de machismo e, infelizmente, do feminicídio que tomam conta do noticiário. No Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher, a ONU (Organização das Nações Unidas) informa que, durante a pandemia do Coronavírus, houve um aumento brutal das denúncias ou pedidos de ajuda por violência.

“O triste é que, nesse caso, a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo não respeitou a própria Educação e os educadores, não respeitou a presidenta da APEOESP e muito menos uma mulher. Isso é inaceitável. E o mais terrível é que a ordem da agressão deve ter partido dele mesmo. Por isso, a FETE-SP está presente. Nós, mulheres, devemos estar juntas. Falo enquanto vice-presidenta da FETE-SP e pelo Sinteps. Machismo e fascismo, não passarão!”.