Professores reúnem-se em praça pública

Professores e professoras reunidos no último dia 12 de novembro, na Praça da República, em frente a Secretaria de Educação (Seduc), em São Paulo, referendaram calendário de mobilizações da APEOESP e os eixos de luta imediatos aprovados na reunião do Conselho Estadual de Representantes realizada na parte da manhã.

Para denunciar e confrontar os ataques contra a categoria e à Educação vindas simultaneamente pelos governos Bolsonaro e Dória, além da participação do ato “Fora Bolsonaro Racista”, no último dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, reeditar a Caravana em Defesa da Educação Pública que começou nesta segunda, dia 22 de novembro e irá atá o dia 2 de dezembro; participar ativamente do ato em defesa do Iamspe, nesta quinta-feira, dia 25, às 10h, na Av. Ibirapuera, 981; realizar um Encontro Estadual para discutir as Atribuições de Aulas; participar da Manifestação das Mulheres contra Bolsonaro, no dia 4 de dezembro, com concentração no Vão Livre do Masp, na Avenida Paulista e do Ato Fora Bolsonaro, programado para o dia 11 de dezembro, também na Av. Paulista.

Segundo o Boletim Informe Urgente, editado pela entidade, “é preciso que cada escola se torne também um local de luta e resistência, em defesa da escola pública e dos nossos direitos”.